sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Pés no chão



Mesmo em meio à terra seca e castigada, mesmo em meio às ilusões dos oásis que despertam a vaidade, esta ainda é a melhor forma de chegar lá: pés no chão.
Pés no chão te dão firmeza e força. Pés no chão são sinônimo de caminhada, de passos desapressados de quem não quer se cansar rapidamente, gastando depressa aquilo que deveria ser poupado.
Os pés no chão são para os que são racionais, realistas. Não são para os covardes que desistem da caminhada no primeiro açoite do calor do deserto, nem para os sonhadores que só sonham, que querem ver as coisas do alto, do lugar onde não estão.
Os pés estão firmados no solo. Solo que dá fruto, recebe a semente e germina. Solo que é origem e destino de todos os mortais, sinônimo de barro e de pó, vida e morte, abundância e falta.
Sujos de terra e carcomidos por rachaduras de milhas que parecem não findarem, estes pés não se cansam de caminhar. E nem devem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário