segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Diário de um peregrino



Ainda há muito a caminhar... A estrada é muito longa, o cansaço, a sede e até mesmo a dúvida e a incredulidade vêm... Mas a única certeza é de que esta estrada tem fim, chegará em algum lugar... E este lugar é diferente de tudo aquilo que eu vivi, inalcançável para minhas concepções limitadas e terrenas. Somente alguém maior do que eu pode segurar em minhas mãos e ajudar-me a completar a jornada.
Como peregrino sigo, e a trilha não é nada fácil. Devo olhar para a frente, e jamais pensar em desistir. Muitos têm optado por atalhos, e outros deixaram-se enganar pelas serpentes do deserto, indo por caminhos fáceis que os levarão ao abismo. Alguns de meus irmãos não suportaram e morreram no caminho. Mas eu persevero, não pelas minhas próprias forças: Ele é quem reidrata meu corpo e refrigera a minha alma!
A cada dia eu acordo e sei que devo matar um leão. Encontrarei pedras, muralhas, armadilhas, espinhos, feras, animais peçonhentos. Oásis falsos aparecerão. Mas falo com o meu Pai para proteger-me e dar-me forças. O pão diário chega, e me alimenta naquele dia. À noite, descanso com a certeza de que lutei e venci naquelas 24 horas, e que no dia seguinte a labuta repetir-se-á. Tropeço diversas vezes, mas os cuidados médicos também chegam. Mesmo com as minhas teimosias e inconstâncias, a Tua graça e misericórdia me acompanham.
Um dia chegarei lá. Alcançarei. Completarei a minha jornada. A convicção de crer nAquele que é maior do que eu vence os meus piores medos. E a minha fé é maior do que minhas próprias forças. Todas as amarguras, tristezas, perdas e traições não serão nada diante de desfrutar eternamente da alegria de vencer a caminhada. Tua força sobrenatural me anima a cada dia e dá ânimo a cada dia. Tudo valerá a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário